HOSPITAL SANTANA AVANÇA NO COMBATE AO CÂNCER.

 

Restabelecer com maior capacidade de abrangência a Regional de Mogi das Cruzes e região do Alto Tietê como um dos capítulos estaduais do Colégio Brasileiro de Cirurgia visando difusão instantânea do conhecimento científico em benefício do bem-estar de pacientes, em especial vítimas de câncer, com mecanismos de acreditação que permitem avaliações protocolares precisas.

 

Essa é uma das metas do médico e cirurgião geral Carlos Guilherme Giazzi Nassri, que reassumiu a coordenação da equipe de cirurgia do Hospital Santana e participou recentemente do 19º Congresso Paulista de Cirurgia, atuando também no evento como um dos julgadores da sessão de temas livres de fígado, vias biliares e pâncreas.

 

Com ampla experiência no assunto, Carlos Guilherme avalia, entusiasmado, a capacidade estrutural de o Hospital Santana realizar intervenções minimamente invasivas no combate ao câncer, graças a modernos setores de hemodinâmica e centro cirúrgico.

 

“Cirurgias neste contexto aliviam o sofrimento dos pacientes e permitem, na maioria dos casos, uma recuperação mais rápida mediante parâmetros absolutamente entusiasmantes de qualidade de vida. Estamos preparados no Hospital Santana, nesse conceito, para qualquer tipo de intervenção”, diz o especialista, titular do Colégio Brasileiro de Cirurgia (Central RJ).

 

Ele cita, por exemplo, em relação ao fígado, a hepatectomia por intermédio da videolaparoscopia, indicada para tumores malignos (inclusive quando existe constatação de metástase, ou seja, quando a doença se espalha para outros órgãos alheios àquele de origem).

 

O médico aproveita para dar dicas de saúde importantes: as bebidas destiladas, principalmente, são inimigas contumazes do fígado e, em caso de ingestão das mesmas, o acompanhamento da alimentação em todos os momentos se torna aliado incontestável.

 

No trato de vias biliares, o médico cita a abordagem Colangiopancreatografia endoscópica retrógrada – Intraoperative endoscopic retrograde cholangiopantography (CPRE) na avaliação e encaminhamento dos casos.

 

A alta complexidade, vocação do Santana, sob o conceito cirúrgico é apontada também por Carlos Guilherme em procedimentos de drenagem recomendados para o extermínio de sangramentos decorrentes da voracidade dos tumores no organismo.

 

Entusiasmado com a estrutura do hospital no combate ao câncer, Carlos Guilherme vislumbra a aplicação de método considerado o futuro da Oncologia em breve: a cirurgia endoscópica transluminal, realizada através dos orifícios do corpo humano com o objetivo, por exemplo, da retirada de vesícula e cúpula vaginal, convergindo ao máximo junto ao conceito minimamente invasivo.

 

“Temos um hospital como o Santana, que evolui a cada dia proporcionando o conhecimento a serviço da saúde, o que significa mais uma conquista para os pacientes, agora também em relação aos procedimentos cirúrgicos contra o câncer”, concluiu o diretor presidente do Hospital Santana, Adalcindo Vieira do Nascimento Filho.

 

Evolução: Guilherme destaca cirurgias minimamente invasiva.

 

Fonte: O Diário de Mogi/ Dezembro 2014.


 

© Copyright 2013 - Hospital Santana - Tecnologia da Informação